Mulheres e poder

Vanessa Vilela há cinco anos é dona do próprio negócio. Ela fundou a Kapeh, empresa de cosméticos feitos a partir do café.

A melhor notícia do Dia Internacional da Mulher, no Brasil, é que as empreendedoras já competem em pé de igualdade com os pequenos e microempresários. No País, o número de mulheres que empreendem é quase o mesmo que o de homens. Segundo o relatório de 2010 do Global Entrepeneurship Monitor (GEM), entre os 21,1 milhões de empreendedores brasileiros 10,7 milhões pertencem ao sexo masculino e 10,4 milhões ao feminino, o que dá uma proporção de 50,7% para 49,3%. O estudo foi realizado em parceria entre a London Business School, o Babson College e, no Brasil, pelo Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP).

Em 2002, os homens eram 57,6% e as mulheres 42,4% do total. “A performance e os resultados obtidos por ambos os gêneros são os mesmos. As mulheres empreendedoras não se veem diferente dos homens, não se discriminam”, diz a diretora de cultura empreendedora da Endeavor, Karen Kanaan.

A afirmativa de Karen se baseia em um estudo conduzido pela Conferência das Nações Unidas sobre o Comércio e Desenvolvimento (Unctad, iniciativa ligada à ONU) em seis países. Aqui, a pesquisa foi feita pelo Instituto Empreender Endeavor Brasil e os dados globais divulgados este ano. O objetivo era comparar empreendedores de várias partes do mundo. Fonte: Cross Content. Especial para o Terra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s